o papelão do e-book

Livro de papel: uma das raras tradições resistente ao tempoEm meados da década de 1990, o advento da internet no Brasil, dos computadores pessoais e demais tecnologias, trouxe entusiasmo com os tempos vindouro e uma ameaça difícil de ser cumprida: a morte do livro de papel. Anos depois, Janeiro de 2014 e o livro de papel segue “tranquilo e infalível como Bruce Lee”, para alegria dos amigos dos livros em papel e desagrado da turma amiga do livro digital. E as previsões? São só previsões.

O papel continua o melhor amigo da palavra escrita e dos adeptos da Literatura. Confesso quase sucumbir aos apelos dos e-reader’s, mas depois dos primeiros contatos, cheguei a conclusão que papel e palavra escrita, são inseparáveis. Em dezembro de 2011, a loja virtual Amazon, aporta no Brasil e o destaque da empresa -além dos e-books – é o Kindle. O retângulo de leitura do equipamento (diferente dos pc’s e tablet’s) recebe um tratamento que transforma a superfície da tela num papel. Assim o usuário do treco pode ler em ambientes com muita iluminação, sem ofuscar a visão. Ponto para o kindle e companhia

Até aqui nos ajudou a tecnologia. Claro que os e-reader e e-books tem pontos negativos. Poucos, mas suficientes para determinar meu reencontro com o célebre livro de papel.

Meu primeiro contato com os e-book’s foi mediante livros em PDF. capturados na grande rede. Li muitas obras assim. Era e ainda é possível encontrar livros gratuitos nas malhas da internet. O problema é onde encontrar tais livros. Muitos destes são escaneados e jogado na internet, sem nenhum cuidado quanto a apresentação. Em decorrencia da falta de zelo no processo de escaneamento. Detalhe “pequeno” e capaz de transformar a leitura, não em prazer, mas em suplício.

Dos pontos negativos dos e-books, tem um que é fator decisivo para me manter afastado dos e-reader’s: as supostas maravilhas de ler na comodidade da telinha, em qualquer lugar. Poderia ser cômodo, mas isso é inverídico. hoje os dois melhores e mais conhecidos e-reader’s do mercado são o kindle e o Kobo. Os mimos em questão, possuem muita tecnologia e pouca área de leitura. Se você deseja, de hoje em diante apreciar as obras dos seus autores prediletos no formato livro de bolso. Então os e-reader’s são ótimas opções. A tela dos equipamentos tem 6 polegadas. Exatamente isso que voce acabou de ler, o tamanho dos livros de bolso. Nada de errado nisso, sou consumidor dos pocket’s books. O problema é confinar minhas leituras a uma tela de cristal líquido. Lembre-se: ler é ato libertário e libertador.

Em 2011, estive no Festival de Artes de Areia-PB. O evento mais esperado da festa, era a celebrada aula-espetáculo do Ariano Suassuna. Admito que a concepção de arte do Ariano me desagrada. Mas sei que as aulas do escritor são divertidas e convidam a refletir sobre diferentes aspectos do mundo das artes, mesmo que as ideias do escritor sejam ortodoxas. Em certo momento da palestra, Ariano diz viver cansado de receber visitas de pessoas, com o intuito de fazê-lo abandonar os “dogmas” estéticos. Um desses visitantes tentou inculcar no quengo do Suassuna, a obsolescência e a posterior morte do livro de papel. Ao ouvir a afirmação do profeta e evangelista da pós-modernidade, Suassuna direcionou o seguinte questionamento ao profeta:

– Onde você viu esse negócio da morte do livro de papel?

– Tava escrito num livro!

– Escrito em quê?

– Em papel

– Então!?

Nesse ponto, Ariano Suassuna está impregnado de razão. O livro de papel faz parte das raras “velharias” dignas de seguir existindo. Apesar do partidários das novas tecnologia pregarem a morte do livro em celulose e afirmarem que estamos testemunhando o velório do livro tradicional. A tecnologia é necessária e bem-vinda em muitas áreas, mas querer matar o livro de papel é, no mínimo, obsceno. Que o livro de papel caminhe ao lado do e-book, sem um querer trucidar o outro.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s